sábado, 21 de janeiro de 2012

Trocando o "cultural" pelo ético

Bom dia seus lindos.
Que sábado maravilhoso temos hoje!!!!
Estou bastante feliz pois essa semana tive meu Henrique pertinho de mim... Isso me alegra sobremaneira. Para eu ser feliz preciso de muito pouco.  A presença e o amor dos meus queridos, meus estudos constantes, o bom desempenho em meu trabalho e um descanso são suficientes para me deixar satisfeita e completa.
Tipo a comidinha cheirosa que minha mãe tá fazendo na cozinha agora... huuuuum... Que felicidade!
Não preciso de badalações, aliás vocês sabem que não curto baladas.
 Até saio e me divirto mas somente quando há um bom motivo, como por exemplo a presença dos meus primos, uma saída com o amor, uma comemoração, mas baladas e bebedeiras não fazem parte das minhas necessidades. 
Pelo contrário... me deixam um pouco derrubada, com o biorritmo lento...
Basta tomar duas cervejas e pronto... é moleza pelo próximos dois dias!!!!!
Mas enfim, nossa conversa de hoje é bastante séria e vai interessar a todos:
A FOFOCA COMO "PATRIMÔNIO CULTURAL" DE CRUZEIRO DO SUL
Decidi escrever sobre isso quando duas fotos do Facebook me chamaram bastante a atenção e me fizeram refletir o por quê de vivermos anos e anos debaixo de uma maldição que é o fuxicar da vida alheia.
A primeira imagem é esta:

Nada mais elucidativo que esta língua em forma de cobra.
O mal que o veneno da língua provoca e tão ruim ou pior quanto o ofídico.
Uma calúnia, injúria, difamação, enfim... qualquer tipo de fofoca é capaz de produzir efeitos desastrosos na vida do ser humano, seja o fato relatado verdadeiro ou não.
Em nossa cidade, acostumamo-nos a pensar em uma linha de raciocínio que se conforma fácil com a cultura fuxiqueira.
Todos se justificam com um "ah, isso é típico de cidade pequena", "isso é falta de informação" "isso é falta do que fazer", "ah, é assim mesmo, o povo fala mesmo" e milhares de outras racionalizações que na verdade encobrem um mal que tem destruído a imagem, a moral, os sonhos, a dignidade, enfim... a vida de muitas pessoas.
É impressionante como em nossa cidade as pessoas se acham no direito de falar sobre a vida alheia com a mesma naturalidade que tomam banho no Igarapé Preto e não se dão contam que, da vida, cada um deve cuidar da sua pois enquanto cuidamos do rabo do vizinho, o nosso está ardendo em fogo.
No geral, as pessoas que fofocam da vida alheia são as que menos poderiam fazê-lo pois seu telhado é de vidro.
Além de uma cidade fofoqueira, injuriosa e difamatória, Cruzeiro do Sul é uma cidade de grande parte de pessoas hipócritas.
Sim, podem jogar quantas pedras quiserem mas continuarei afirmando isso com conhecimento de causa.
Ninguém mais que eu pode falar com propriedade o quanto a vida foi prejudicada pela língua imunda e venenosa de pessoas que tentaram me destruir com as invenções mais absurdas possíveis.
Mas eu resisti bravamente, continuei aqui fazendo com que as pessoas que me hostilizavam me engolissem mesmo a contragosto.
Mas voltando à hipocrisia, falo de lugares onde os maridos saem a noite com suas amantes e as esposas ficam em casa dormindo... elas acham isso o máximo. Não estudam por que estudar ficou pra mulher safada.
Mulher de família tem que encontrar um sobrenome para casar, ficar em casa cuidando dos filhos dele ou no máximo esfregar a barriguinha no balcão dos negócios da família.
Quem ousar diferir disso, já sabe... é prostituta.
 Fortunas são erguidas da noite para o dia de pessoas que antes eram simples vendedores...
Funcionários públicos que possuem um patrimônio inexplicável e incompatível com seus rendimentos. Jovens que não dão um prego em uma barra de sabão mas curtem dia e noite em seus carrões de luxo, altas rodadass de bebedeira com o melhor whisk...
A jovem senhorita da sociedade que tem um namoro de longa data, trai descaradamente o namorado, deixa ele pelo "Ricardão"  e como este é um boêmio e só queria mesmo pegar, ela volta, madalena arrependida e casa com o cornão, formam uma linda família e NINGUÉM ENXERGA ISSO.
A jovem senhora que está fatigada do casamento e sai em busca de novas aventuras... O marido que perdoa e volta...
As senhoritas que viajam para fora para estudar e na verdade...  estudar é o que menos fazem...
Engraçado... são justamente essas pessoas de "bem" que não são alvos de fuxico, pelo contrário. 
A maioria destes tipos são os que estendem o dedo em riste para apontar os defeitos e recriminar a vida alheia.
O que me escandaliza é como tratamos isso de forma natural e como muitas vezes nós mesmos damos concurso à fofoca, quando paramos para ouvir, retransmitimos fatos...
Embora boa parte das fofocas sejam mentiras ou realidades aumentadas, nem aquilo que é fato nos dá o direito de sair por aí denegrindo a vida alheia.
Mas eu tenho uma tese e não sei se vocês concordam comigo...
Ei-la:
QUEM GOSTA DE FALAR DA VIDA ALHEIA SÃO PESSOAS FRUSTRADAS, PEQUENAS, INFELIZES, RECALCADAS, COM BAIXA AUTOESTIMA E EXTREMAMENTE INSATISFEITAS CONSIGO MESMAS.
 ENTÃO PRECISAM REBAIXAR OS OUTROS PARA QUE POSSAM SENTIR-SE UM POUQUINHO MENOS MISERÁVEIS.
COMO SABEM QUE SUA LUZ JAMAIS BRILHARÁ, PRECISAM APAGAR A LUZ DOS OUTROS PARA COMPARTILHAR SUA ESCURIDÃO E PODRIDÃO.
AFINAL, NÓS SÓ DAMOS AQUILO QUE POSSUÍMOS. QUEM OFERTA LIXO É PORQUE SÓ POSSUI LIXO DENTRO DE SI.
Concordam com minha teoria, meus amores?
A segunda imagem que me despertou bastante a atenção foi esta:

Gostei bastante porque mostra que todo ato tem uma consequência.
 Nossas palavras podem nos levar a ter que nos tornar escravos daquilo que dissemos. 
Podemos ser chamados para dar satisfações sobre o que falamos, podemos ser enxergados como pessoas podres e infelizes por causa do hábito da fofoca e, principalmente, (é isso que eu quero esclarecer e inculcar em suas mentes) podemos ter que RESPONDER JUDICIALMENTE PELAS ASNEIRAS QUE DIZEMOS.
Fofoca não é algo natural ou cultural, é um mal odioso, um CRIME tipificado no Código Penal Brasileiro, que inclusive pode levar à pena de reclusão, pagamento de multa ou prestação de serviços comunitários.
 E meu apelo nesta postagem é que toda a sociedade cruzeirense esteja atenta à este fato e comece a tornar as coisas diferentes.
Chegou a hora de mudar essa mentalidade e levar os CRIMINOSOS fofoqueiro a responder pelos seus atos na JUSTIÇA e começar a cuidar de sua vidinha infeliz, segurando a cobrinha venenosa que habita sua boca.
DENUNCIEM.
REAJAM.
PROCESSEM.
FAÇAM VALER SEUS DIREITOS.
Não deixem que sua honra e sua imagem, que são bens garantidos constitucionalmente sejam achincalhados por ignorantes criminosos.
Ninguém tem o direito de falar da sua vida, mesmo que o fato comentado seja verdadeiro.

VOU RESSALTAR NOVAMENTE O QUE EU FALEI:

MESMO QUE O QUE FOFOCAM SOBRE VOCÊ SEJA VERDADE
NINGUÉM
NINGUÉM
NINGUÉM
NINGUÉM
TEM O DIREITO DE TE APONTAR O DEDO SUJO E LEVAR EM FRENTE O FATO OCORRIDO, REPASSANDO A OUTRAS PESSOAS.

E além de denunciar na justiça, o que é simples e prático de fazer, não precisa de advogado e é facilmente resolvido, não esqueça de orar pelos caluniadores pois são pessoas que necessitam ardentemente da misericórdia de Deus em suas vidas para que possam encontrar o amor e serem felizes, o amor de modo geral pois uma pessoa envolvida em amor jamais será fuxiqueira.

Ademais, a Bíblia exorta a amar os inimigos e orar pelos que nos perseguem.
Dá certo. Já testei na prática.
SE PORVENTURA VOCÊ TEM O DEMÔNIO LÍNGUA-DE-COBRA encostado em você, ou seja, você é caluniador E FOFOQUEIRO, ore, ore bastante para se libertar pois é algo muito grave.
Certamente você é uma pessoa que precisa de muito amor, muita compreensão e muita misericórdia pois  vive uma vida medíocre e infeliz e é bastante insatisfeito consigo mesmo.

Antes de tudo, aprenda amar-se, a não precisar dos outros como parâmetros.
O fuxiqueiro vive se comparando com os outros, com a vida dos outros, o relacionamento dos outros, o trabalho dos outros e com isso esquece de que todos somos potencialmente capazes de mostrarmos aqui nesta terra o melhor de nós mesmos.

Um sábado abençoado e me ajudem na campanha POR UMA CRUZEIRO DO SUL LIVRE DE FOFOCA.

Nossa linda e abençoada terra não merece ter um patrimônio cultural asqueroso como esse!
Conto com vocês!
Beijos de Diva

PS. AS ESTÓRIAS AQUI CITADAS SÃO EXEMPLOS DE FICÇÃO PARA FINS ELUCIDATIVOS E NÃO SE REFEREM A NENHUMA PESSOA EM SI DESTA CIDADE OU DE OUTRA. QUALQUER SEMELHANÇA É MERA COINCIDÊNCIA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário