sábado, 9 de fevereiro de 2013

Entrevistando, com Debora Gimenes

Olá pessoal, a entrevista de hoje é com a minha querida amiga, escritora  e mãezona Debora Gimenes, confiram:

1 - Olá Debora, tudo bem?
D- Tudo na paz.

2 - Onde você nasceu? Reside no mesmo local? Se não, por quê?
D- Nasci, cresci e continuo vivendo na grande São Paulo. Apesar do estresse do dia a dia não me vejo morando em outra cidade. Nasci no Bairro da Lapa e com três anos eu e minha família mudamos para o Jaraguá. Foi o local onde meus pais compraram o terreno na época. Depois de casada continuei morando no mesmo bairro.

3 - Como surgiu o desejo de torna-se escritora?
D- Acho que o desejo de escrever nasceu comigo, convivo com escritores de literatura fantástica desde 2001 e querer publicar meus contos foi algo que aconteceu naturalmente.





4 - Qual o gênero literário que você escreve?
D- Fantástico, erótico e policial. Esse último é minha maior paixão.

 5- Quais são as obras de sua autoria e onde encontrá-las?
D- Lancei meu primeiro conto em 2010 no livro Tratado Secreto de Magia, depois publiquei em inúmeras coletâneas, nesse link você pode encontrar todo meu trabalho publicado http://dcsgimenes.blogspot.com.br/2011/03/desejo-de-victor-hugo.html

Os livros vocês podem encontrar com as editoras ou comigo mesma. Também tenho uma coluna no site http://www.gibanet.com/category/colunistas/debora-gimenes-debby-lenon/ e logo teremos a Divas uma revista só para mulheres

6 - Eu vi através das redes sociais que você é colunista da revista ‘Divas’ (editora Literata) e da revista eletrônica Gibanet.com, como foi que surgiu o convite para você escrever em ambas?
D- Ambos os convites foram uma surpresa. O Giba da revista eletrônica um dia falou que queria que eu postasse alguns contos no site e aceitei, mas não imaginei que o pessoal fosse curtir.
A Divas foi recomendação do escritor e editor Eddy Khaos.

7- Sobre o que você escreve na revista ‘Divas’ (editora Literata) e na revista eletrônica Gibanet.com?
D- No Gibanet eu escrevo sobre qualquer coisa, desde contos, resenhas, artigos relacionados à cultura.
Na Divas eu escrevo sobre esporte e automobilismo, uma visão feminina sobre o assunto. Carro antigo é uma paixão e participo de um clube do automóvel mais amado do século, o Opala.




8- Eu já li alguns dos seus contos e são maravilhosos, de onde vem a inspiração para escrevê-los?
D- Do mundo! Eu ouço uma música, me dá vontade de escrever. Quando estou na estrada e vejo outros carros passando, me dá vontade de escrever, os cantos dos pássaros também, assim como o silêncio. Eu sonho com cada uma das minhas histórias.

9 - Eu vi que você tem um livro de contos já pronto, só aguardando a publicação. Como foi o processo criativo dele?
D- São vários contos escritos durante cinco anos. Contos guardados em gavetas que nunca pensei em publicar, no último ano eu revisei e alterei alguns, escrevi outros e decidi publicá-lo, mesmo com tanta gente me dizendo para não fazer isso.

10 - O que as pessoas podem esperar dos contos que serão publicados pela Estronho e pela Crescente?
D- A Estronho é hoje a editora que eu mais respeito e tenho carinho. Até eu ser selecionada pelos editores para participar das coletâneas, tive algumas respostas negativas. Não desanimei tentei melhorar meus erros e um belo dia, recebi o e-mail dizendo que meu conto seria publicado. O caçador é um conto no estilo “humor negro”, trata-se de um homem que nunca consegue caçar uma animal e decide caçar seres humanos. O final, eu me baseei em histórias que eu conheço e que aconteceram realmente.
Já em O Sobrado 1313, conto a história de uma família que se muda para uma casa mal assombrada. Durante o conto, as pessoas ficam sabendo o que houve com as pessoas que ali moraram. Também me baseei em várias histórias que ouvi na minha infância.

Os contos que vão sair pela Crescente, cada um no seu estilo, trarão para o público uma pitada de sensualidade, terror, asco e ira.




11- Quais são os seus autores e obras preferidas?
D- Stephen King, O Rei do Horror e Agatha Cristhie, A Rainha do Crime, tenho várias obras preferidas. Neil Gaiman, que também está na minha lista, tem O Livro do Cemitério, porém tenho profundo amor pela Saga Crepúsculo e uma paixão pelo Assassinatos da Rua Morgue de Edgar Alan Poe.

12 - Que autores influenciaram na sua forma de escrever?
D- Stephen King, sem dúvidas.

13- Se pudesse escolher, qual personagem literário você seria? Por quê?
D- Miss Marple de Agatha Christie. Adoro essa personagem bisbilhoteira que, com jeitinho, desvenda qualquer caso.
Agora se fosse possível mesmo eu adoraria ser a Alice de Crepúsculo. Ficaria rica acertando sempre na mega sena. (rssrss)

14- Como você se sente com a receptividade das pessoas que leem todos os dias os seus contos, seus posts e afins?
D- Assustada. Uma vez um garoto me reconheceu no metro, ele comprou um livro que eu participava e estava lendo. Pediu meu autógrafo e fiquei ao mesmo tempo feliz e assustada. Ali percebi que estava me tornando uma pessoa pública e que com isso eu não teria mais uma vida particular.


15 - As redes sociais estão bombando, você acha que de certa forma a escrita nessas redes pode influenciar na escrita do dia-a-dia?

D- Cara, já influencia. Tanto de maneira positiva como negativa. Redes sociais são excelentes armas se você souber usa-las.

16 - Qual a sua relação com as redes sociais?
D- Adoro. São excelentes para divulgar seu trabalho, para manter contato com os amigos e conhecer pessoas novas. Você se distrai com joguinhos. Eu não vivo sem.

17 - Em sua opinião, como as pessoas poderiam incentivar a leitura no Brasil?
D- Incentivo começa em casa e continua na escola. Meu filho estuda numa escola particular e acho que o incentivo à leitura lá é pouco. Livros poderiam custar menos no Brasil também.

18 - Que qualidade você considera fundamental em um escritor?
D- Imaginação, conhecimento e boa escrita. Não adianta o escritor ter um vocabulário difícil que só ele entende e também não adianta o cara escrever de qualquer jeito sem saber se expressar.

Debora Gimenes e o seu filho Arthur Gimenes.


 19 - Qual a dica que você daria para os jovens que querem ser escritores?
D- Ler, estudar, ler, ler, ler... Ser original acima de tudo e fazer um curso de pesquisa literária.

20 - Qual livro você deixaria para sempre na sua cabeceira? Por quê?
D- Dossiê John Lennon de Sérgio Pereira Couto (Universo dos Livros).
John Lennon foi um homem que com palavras mostrou a toda a humanidade o que é amor. Ele revolucionou toda uma geração de músicos. Eu sou louca por esse cantor.

21- Quais são os seus objetivos para 2013?
D- Lançar meu livro de contos no dia 14/12/2013. Faço 40 anos nesse dia. Continuar ajudando minha amada amiga Sílvia na Editora Crescente, terminar meu romance (pelo menos um) já que estou escrevendo três. Concluir os projetos em abertos um secreto que será divulgado em maio. Quem sabe ser escolhida para outras antologias, né?

22- Agora para finalizar, manda um recado para todas as pessoas que estão lendo essa entrevista agora.
D- Obrigada pelo carinho de vocês. Respeito e admiro a opinião de cada leitor.
Quero convidá-los também a conhecerem mais a literatura nacional, principalmente a policial que tem sido deixado de lado nos últimos anos.
Leiam, mas leiam muito porque ler transforma a vida de qualquer um e tráz um prazer enorme.




E algumas perguntas pessoais, para o público te conhecer melhor:
Se você pudesse voltar no tempo, pra qual época você voltaria?
D- Século XVIII ou XIX
                                     
Uma música?
D- Tenho várias, atualmente Fix You do Coldplay

Campo ou praia?
D- Praia

Uma cor que te inspira…
D- Preto

Qual é a sua celebração predileta?
D- 08/12 dia de Iemanjá na Umbanda

Uma qualidade e um defeito….
D- Qualidade ser amiga, defeito ser teimosa.

Débora Gimenes é uma mulher em busca de..
D- Paz, realização e felicidade.

Debora Gimenes, o Blog agradece muito a sua entrevista! AMAMOS! Muito sucesso para você, obrigado. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário